A atividade física e o ciclo menstrual



A atividade física e o ciclo menstrual

A menstruação sempre foi um tabu para a ciência do esporte, treinadores e atletas. Há poucas décadas era preocupante o fato da mulher participar de competições ou treinar nesse período do mês.

 

Somente a partir de 1950, com a melhora na qualidade dos produtos de higiene femininos (absorventes) e o aumento no número de pesquisas científicas sobre o tema, esse quadro mudou.

 

Na maioria das mulheres, o desempenho físico ideal é alcançado na fase pós-menstrual, e imagina-se que isso seja causado pela crescente taxa de estrógeno (hormônio feminino) e a ativação da glândula supra-renal, provocando maior secreção de noradrenalina. A fase pré-menstrual é considerada como o período de reduzida capacidade de desempenho, caracterizada por baixa concentração, fadiga nervosa e muscular mais rápida e hiperventilação “ A hiperventilação é uma condição em que de repente a pessoa começa a respirar muito rapidamente. A respiração saudável consiste em um equilíbrio entre respirar oxigênio e expirar dióxido de carbono. Na hiperventilação este equilíbrio é perturbado porque a pessoa exala mais do que inala, levando a uma rápida redução no dióxido de carbono no corpo.”), provocada pelo efeito da progesterona sobre o centro respiratório.


Durante a fase da menstruação propriamente dita, cerca de 70% das mulheres alcançam um desempenho igual ou até melhor, e em 30% delas ocorre uma diminuição do desempenho, que refere-se principalmente a atividades de longa duração. Já em treinos de velocidade, observa-se esporadicamente uma melhora.


A influência do esporte sobre a menstruação depende do tipo de treinamento, de sua intensidade e do grau de prática da atividade esportiva. Mulheres que realizam atividades regularmente queixam-se menos de distúrbios, do que as sedentárias. As esportistas que tem um treinamento muito intenso e abrangente de resistência, no entanto, pode ocorrer uma reorganização da regulação funcional, que leva temporariamente a irregularidades menstruais, reversíveis a qualquer momento. (Não entendi! Mulheres que treinam muito forte podem sofrer problemas menstruais? A menstruação pode ficar desregular, é isso?)


Isso mesmo, algumas até podem parar de menstruar!!!!!!


“As atletas de competição apresentam elevada incidência de irregularidades menstruais, como amenorréia secundária, ciclos irregulares e ciclos anovulatórios, independentemente do tipo de esporte praticado. Na maioria das vezes, as mais jovens e aquelas submetidas a treino mais intenso, como as maratonistas, apresentam maior prevalência de irregularidade menstrual do que as demais”


Em cerca de 3/4 das mulheres, o esporte não influencia a menstruação. Porém, quando surgem dores menstruais mais fortes (cólicas), aconselha-se tomar cuidado, ou mesmo limitar a carga esportiva, principalmente nos primeiros dias.

 

Comment