Mudança de hábito: uma história de sucesso



Mudança de hábito: uma história de sucesso

Conheça a história de Adriana, que mudou os seus hábitos e "contaminou" a família com a mudança no estilo de vida


A professora Adriana de Jesus e seu marido, Marco Antônio, são casados há 26 anos. Mudar de vida após tanto tempo juntos pode ser um desafio, mas quando a motivação é a boa saúde, o esforço vale a pena e pode trazer outros benefícios. "Estamos casados há 26 anos e adoramos cozinhar juntos, isto nos fortalece como casal", diz Adriana.


"Percebemos que tanto meus filhos quanto nós, estamos mais dispostos. Estamos dormindo melhor e acordando com mais disposição", afirma Adriana sobre a mudança. Conheça um pouco mais dessa história de sucesso.
Ganha Quem Perde: Fale um pouco sobre o momento em que você resolveu adotar essa disciplina.


Adriana de Jesus: Resolvemos ter mais disciplina com a alimentação e mais cuidado na elaboração dos pratos, respeitando as quantidades adequadas e dando preferência por alimentos mais saudáveis pq meus filhos estão acima do peso e como pais, nos preocupamos com o bem estar e saúde deles.


GQP: O que ou quem motivou essa decisão?
AJ: Meu filho Bruno, que tem 24 anos e casou-se recentemente, ao nos fazer uma visita, reparamos que ele estava acima do peso. Talvez seja por trabalhar fora e ter dificuldade de encontrar locais para realizar uma refeição balanceada, talvez seja por estar no início de casamento e ainda encontrar dificuldades na elaboração dos pratos, enfim, independente do motivo que fez com que ele esteja com este sobrepeso, meu marido e eu decidimos tentar ajudar elaborando umas marmitinhas de forma saudável com alimentos ricos em nutrientes e vitaminas. Esta alimentação foi acondicionada em marmitas plásticas descartáveis que vão do freezer ao microondas para facilitar o consumo no serviço e ele não ter que se preocupar em devolver o recipiente para a mamãe.


GQP: Como seus filhos lidam com essa situação?
AJ: Meus filhos tem 22 e 24 anos. Eles estão adorando a ideia de ter uma alimentação mais equilibrada. Na primeira semana desta alimentação, ambos eliminaram dois quilos, sem passar fome e sem grandes sacrifícios, somente realizando pequenas trocas mais saudáveis. Passaram a comer arroz integral em vez de arroz branco comum, passaram a comer mais verduras e nos lanches, frutas. Temos certeza de que, neste ritmo, em breve o objetivo de um emagrecimento saudável sem "dietas malucas" surtirá efeito, pois toda a nossa família possui uma genética pouco favorável à perda de peso.


GQP: Todos estão no mesmo ritmo?
AJ: Depois que passamos a cuidar melhor da alimentação de nossos filhos, a família inteira entrou no ritmo da alimentação balanceada, mas com consciência de que não existem receitas milagrosas e sim persistência em uma alimentação mais saudável e a inclusão de alguma atividade física regularmente.


GQP: Você tem o dia da guloseima? Existe alguma exceção?
AJ: Aos finais de semana acreditamos que temos que nos permitir a comer outras coisas que saiam fora do "padrão" da semana, afinal ninguém é de ferro e fazendo isto a pessoa não fica com a "neura" de querer comer algo que seja "proibido", a dica neste caso, é não abusar.

 

 

 

Comment