5 mitos derrubados e esclarecidos sobre a dieta vegana



em Saúde
5 mitos derrubados e esclarecidos sobre a dieta vegana

Cinco argumentos derrubam alguns mitos populares sobre a dieta vegana


A dieta vegana tem se tornado cada vez mais comum nos dias de hoje, seja pela preocupação por preservar e proteger os animais, como pela opção de se ter uma vida mais saudável - porém, ainda circulam muitos mitos sobre essa alimentação.


Os que optam por uma alimentação vegana, não consomem carne, ovos, laticínios ou qualquer outro produto de origem animal e para acabar de uma vez com argumentos contrários à dieta separamos do lançamento da Editora Alaúde, o livro Vegano? Por que não?, da bem-sucedida blogueira americana Kristy Turner, cinco argumentos que derrubam os mitos sobre a dieta vegana:


Leia também: Dieta Dukan vegetariana é possível e saudável?

 

1.Os ingredientes são muito mais caros

Não permita que o preço dos produtos faça você desistir de adotar uma dieta vegana. Segundo Turner, muitos ingredientes podem ser feitos em casa, como por exemplo linguiça de sementes de girassol, seitan caseiro, mel de abelha, entre outros.


2. É tudo comida de passarinho

Segundo a blogueira, a dieta vegana é a mais saudável de todas porque consumimos alimentos integrais ricos em nutrientes. Mas, existem versões veganas de comidas tipicamente não saudáveis porém, com sabor diferente. Por exemplo, se você gosta de nachos, é possível fazer uma receita sem ingredientes de origem animal. Você não precisa se privar de nada, apenas coma com moderação – tudo é questão de equilíbrio.


Leia também: Vegetarianismo na infância: dieta sem riscos


3. Não posso ser vegano porque eu odeio vegetais

Para a autora, se você não gosta de algum vegetal, é porque ainda não o cozinhou da maneira correta. Por exemplo, sanduiches de almondegas de berinjela com molho marinara e couve-flor agridoce ficam deliciosos se acompanhados dos ingredientes certos.


4.Todo doce usa manteiga e eu adoro comer doces

Kristy derruba este mito ensinando receitas como cupcakes de cenoura com especiarias e pudim de pão sem manteiga. Ela explica que os vegetais escondem inúmeras maneiras de reproduzir a ação dos ovos, da manteiga e do leite e as receitas apresentadas no livro, exploram alguns métodos para satisfazer as vontades dos veganos.


Leia também: Vegetarianismo na gravidez, pode?


5.Se eu me tornar vegano, meus amigos não virão mais jantar na minha casa

Optar por um estilo de vida diferente pode aborrecer os mais próximos – ou por não conhecer a dieta ou por terem tido experiências negativas. A melhor maneira de acabar com isso é convidando seus amigos para um ótimo jantar.

 

 

    • Parceiros de Conteúdo

 

                logo ABQV p                                Dell Ambiente