Colesterol bom e ruim: entenda a diferença



em Saúde
Colesterol bom e ruim: entenda a diferença

Total, HDL e LDL. Entenda o colesterol e como mantê-los em níveis controlados saudáveis

 

O colesterol vem sendo estudado e combatido há décadas. Embora seja importante para várias funções do organismo, em excesso, ele pode provocar a obstrução de vasos sanguíneos no coração, cérebro e sistema circulatório. O problema é que, sem um exame de sangue, fundamental para identificar se há risco de doenças cardíacas, é impossível saber se o colesterol está ou não alterado. Por isso, manter uma dieta equilibrada, praticar exercícios físicos e controlar o peso são ótimas medidas para manter o colesterol total, bom (HDL) e ruim (LDL) dentro dos índices recomendados. Mas você realmente sabe a diferença entre eles?


Em prol do Dia Nacional de Combate ao Colesterol, comemorado nesta terça-feira, 8 de agosto, o Prof. Dr. Antonio Carlos Chagas, cardiologista do HCor – Hospital do Coração, explica as principais diferenças entre os tipos de colesterol e orienta como controlá-los.


Colesterol, o que é?

O colesterol é um tipo de gordura encontrada no organismo. Ele é usado para produzir alguns hormônios, como vitamina D, testosterona, estrógeno, cortisol e ácidos biliares que ajudam na digestão das gorduras. Mais da metade do colesterol é produzido pelo próprio organismo. Já a porção restante é proveniente da dieta. Trata-se de um dos mais importantes fatores de risco para doença cardiovascular.


HDL, o bonzinho

O papel do HDL é remover o excesso de colesterol dos tecidos, levando-o para o fígado. Estudos sugerem que um indivíduo que apresente concentrações elevadas de HDL está mais protegido contra o infarto. Dr. Chagas explicar que o HDL não se mistura ao sangue. “Ele age como um protetor evitando problemas cardíacos e aterosclerose, doença caracterizada pela formação de placas de gordura que diminui o fluxo sanguíneo e força o coração a trabalhar cada vez mais intensamente, causando problemas cardiovasculares graves”, esclarece.


LDL, o vilão

Este colesterol transporta colesterol e um pouco de triglicerídeos do fígado e do intestino para os tecidos. O LDL alto favorece a formação de placas nos vasos do coração e do cérebro, restringindo a passagem de sangue, que pode levar a um infarto ou AVC. “O acúmulo de placas de gordura nas artérias começa na infância, mas só vai se manifestar em idade avançada, ou seja, décadas mais tarde. Por isso, é importante incentivar o consumo de alimentos ricos em fibras, vegetais, frutas e verduras, cada vez mais cedo”, diz Dr. Chagas.


Índices recomendados

Para adultos maiores de 20 anos, os valores de LDL devem estar abaixo de 100mg/dl, enquanto o HDL deve ser superior a 60mg/dl. O colesterol total, que nada mais é do que a soma de todos, não deve ultrapassar 200mg/dl.

 

 

 

 

    • Parceiros de Conteúdo

 

                logo ABQV p                                Dell Ambiente