5 mitos da dieta que te fazem ganhar peso



em Saúde
5 mitos da dieta que te fazem ganhar peso

Perder peso não é um feito pequeno, exige mudanças na rotina diária, hábitos alimentares e talvez até na vida social.

 

Por isso uma pesquisa na internet para "como perder peso" produz milhões de alternativas rápidas e mirabolantes. Mas elas funcionam? A ciência diz que não.


Não há nenhum ingrediente mágico que vai fazer você perder peso, diz Wesley Delbridge, R.D., porta-voz da Academia Americana de Nutrição e Dietética. Escolher a moda errada pode deixá-la letárgica para exercícios físicos, diminuir sua imunidade e até atrapalhar sua perda de peso, diminuindo o metabolismo e tornando mais difícil o emagrecimento futuro.


Leia mais sobre cinco mitos de perda de peso que poderiam atrasá-lo e as dicas baseadas em pesquisas para realizar em vez disso.


Mito nº1: dietas detox são excelentes

Algumas pesquisas sugerem que as substâncias prejudiciais a que estamos expostas ao nosso ambiente (como o BPA em plásticos, por exemplo) podem desempenhar um papel em doenças como obesidade e diabetes. No entanto, não há provas de que os produtos comerciais de desintoxicação, como chás, sucos e dietas restritivas especiais possam efetivamente removê-los.


O segredo para a desintoxicação está nos filtros naturais do seu corpo, também conhecidos como fígado e rins. Além disso, a maioria das dietas detox envolve restrição drástica de calorias, o que pode ser uma má notícia para sua cintura. Quando seu corpo percebe que está morrendo de fome, seu metabolismo diminui e você acumula gordura, como uma reserva de emergência.


Que tal isso? A melhor maneira de desintoxicação natural do seu corpo é através da alimentação. Primeiro: beba bastante água, então seus rins podem descartar os produtos químicos desnecessários. Acrescente à dieta proteínas vegetais, como feijão e lentilhas, que ajudam a função hepática. Consuma pelo menos cinco porções diárias de vegetais e frutas coloridas. Eles são ricos em antioxidantes, que ajudam seu corpo a processar substâncias indesejadas.


Mito nº2: todas as calorias são iguais

Para perder peso, é preciso reduzir a ingestão de calorias de todos os alimentos, certo? Não. Nem todas as calorias são iguais quando se trata de perda de peso. Pegue um punhado de amêndoas e compare-as a uma porção de 18 batatas fritas. Ambas têm cerca de 160 calorias, mas as amêndoas são mais propensas a saciar sua fome do que as batatas fritas, graças à sua proteína e fibra.


A solução? Inclua carboidratos, proteínas, gorduras e fibras em todas as suas refeições e lanches. Em vez de apenas comer uma maçã, que contém carboidratos e fibras, às 16h, tente adicionar uma colher de sopa de manteiga de amendoim para uma proteína adicionada e aumento de gordura. Fibra e proteína desaceleram a rapidez com que os alimentos se movem através de seu trato digestivo e seu corpo usa sua energia de maneira mais eficiente.


Mito nº3: uma alimentação “limpa” é sempre mais saudável

Normalmente, quando você come de maneira “limpa”, só consome alimentos integrais que você mesma preparou, jamais come lanches processados, alimentos com açúcar adicionado e sal. Isso não é inteiramente uma coisa terrível e os princípios básicos de comer assim podem se alinhar com a alimentação saudável.


Mas muitos desafios são questionáveis. Este tipo de restrição pode facilmente se inverter, fazendo com que você constantemente sinta vontade e ataque os próprios alimentos que jurou não comer em um dia ruim. Isso ocorre porque há centros receptivos em seu cérebro que se acostumam a comer, digamos, uma tigela de sorvete todas as noites. Isso faz com que você anseie açúcar como pessoas viciadas em álcool e drogas. Então, se você se disser que não pode comer sorvete, você acabará ficando louca de vontade. Esse padrão de restrição é uma receita para o ganho de peso


Que tal fazer um “desmame”? Comece com uma queda de 25% em seu vício todas as semanas. Então, se você termina o seu dia com quatro pedaços de chocolate e um copo de leite, cortar isso uma vez por semana.  E se você quiser manter seus alimentos favoritos em sua vida, lembre-se de que comer com moderação pode ser útil.


Mito nº4: cortar os carboidratos para ficar fininha

Inicialmente, você perderá mais peso em uma dieta baixa em carboidratos. Quando você come pouco carboidrato, seu corpo usará suas próprias reservas de energia, então você perderá muito peso de água em vez de gordura. Depois de começar a comer um pouco mais normalmente, você ganhará esse peso de volta. Uma dieta pobre em carboidratos por longo período de tempo pode acabar com a sua massa muscular, e transformar a proteína em glicose para compensar a falta de combustível. Como a proteína está sendo convertida em energia, não pode priorizar a construção e a manutenção de seus músculos.


Agora, cortar carboidratos refinados como biscoitos nunca é uma má ideia. Estes tipos de carboidratos são "vazios", porque oferecem poucos nutrientes e muitas calorias.Trocar os carboidratos refinados por grãos integrais pode levar à perda gradual de peso.


Tente isso: aposte em vegetais, que são carboidratos densos em nutrientes. Monte o seu prato desta forma: metade vegetais e a outra metade entre grãos integrais eproteína.


Mito nº5: cortar o glúten é o melhor

As dietas livres de glúten são realmente muito benéficas, mas só para os 2% da população mundial que sofrem com a doença celíaca ou outros tipos de alergia ou intolerância a essa proteína.

Dica: o melhor a fazer é escolher bem os carboidratos consumidor e preferir os integrais a cortar completamente o glúten.

 

 

 

 

    • Parceiros de Conteúdo

 

                logo ABQV p                                Dell Ambiente