10 motivos que te impedem de perder barriga



em Saúde
10 motivos que te impedem de perder barriga

Perder a gordura abdominal parece ser o maior desafio de quem quer emagrecer, mas há solução

 

Um pouco de gordura da barriga é realmente bom: protege seu estômago, intestino e outros órgãos delicados. Mas muita gorduranão. As células de gordura extra no fundo do abdômen (também conhecido como gordura visceral) geram hormônios adiposos e adipoquinas–que causam inflamação que pode contribuir para doenças cardíacas e diabetes. As boas notícias? Você pode reduzir sua circunferência. "Uma vez que as mulheres começam a perder peso, elas normalmente perdem 30% mais gordura abdominal em comparação à gordura total", diz Rasa Kazlauskaite, MD, endocrinologista do Rush UniversityPrevention Center em Chicago.


Mas as escolhas que você faz todos os dias podem superar sua capacidade de queimar gordura da barriga. Aqui estão 10 armadilhas comuns - e as maneiras de desfazer cada uma.

  1. Sua dieta é pobre em gorduras

Para perder gordura, você precisa comer gordura. Não qualquer uma, é claro, mas os maravilhosos ácidos graxos monoinsaturados, que ajudam na saciedade.

Como resolver? Coma em cada refeição uma porção de gordura boa, como um punhado de nozes ou castanhas, uma colher de sopa de azeiteou um quarto de abacate.

  1. Depressão

As mulheres com sintomas depressivos sã mais propensas a ter gordura extra na barriga, segundo um recente estudo do Centro Médico daRushUniversity. Isso pode ser porque a depressão está ligada à redução da atividade física e amaus hábitos alimentares.

Como resolver? Exercício! Ele melhora os níveis de substâncias químicas cerebrais que regulam o metabolismo da gordura, bem como seu humor. Isso aumenta sua motivação para fazer outras coisas que ajudam a evitar a depressão, como ver amigos. Mas, se não funcionar, procure um profissional.

  1. Muitos alimentos industrializados

Os carboidratos simples (como batatas fritas) e o açúcar adicionado (em itens como bebidas adoçadas) fazem com que seu açúcar no sangue aumente, o que desencadeia uma inundação de insulina - um hormônio que incentiva seu fígado a armazenar gordura em seu corpo.

Como resolver? Em vez de se concentrar em cortar junkfood, centre seus esforços na adição de itens saudáveis (pense em porções extras de vegetais em cada refeição). Encher seu tanque com combustível de alta qualidade dificulta a fome.

  1. Falta magnésio

O magnésio regula mais de 300 funções no corpo. Não é surpresa, então, que um estudo de 2013 descobriu que as pessoas que consumiram mais desse mineral milagroso apresentaram níveis mais baixos de açúcar no sangue e insulina.

Como resolver? Pelo menos duas vezes por dia coma alimentos ricos em magnésio, como folhas verdes escuras, bananas e soja.

  1. Vício em refrigerantes diet

Um estudo descobriu que os bebedores de refrigerantes dietéticos eram mais propensos a ter uma alta porcentagem de gordura abdominal, pois podem superestimar as calorias estão "economizando" e depois extrapolar.

Como resolver? Se você não está pronta para deixar esse hábito, os pesquisadores sugerem reduzir o número de calorias de alimentos em sua dieta.

  1. Você ama hambúrgueres e churrasco

Quando os pesquisadores suecos deram a um grupo de adultos 750 calorias extra diárias, principalmente a partir de gorduras saturadas, e outro grupo a mesma quantidade de calorias, mas principalmente de ácidos graxos poliinsaturados durante sete semanas, o grupo de gorduras saturadas acumulou duas vezes mais gordura visceral .

Como resolver? Jante um peixe gordo como salmão ou truta uma vez por semana para obter uma boa dose depoliinsaturados. No resto do tempo, reduza a ingestão de carne vermelha e opte por proteínas com pouca gordura saturada, como legumes e frango.

  1. Barriga de cerveja

De acordo com um estudo dinamarquês de 2013, a cerveja pode estar relacionada com a obesidade abdominal. E embora a cerveja pareça ter o maior impacto, o vinho não o salvará de um pneu sobressalente: um estudo descobriu que a quantidade de álcool de qualquer tipo que as mulheres bebiam contribuíram para ganhar peso.

Como resolver? Beba sete ou menos doses de bebidas alcoólicas por semana.

  1. Você nem se lembra do seu último "om"

As alterações hormonais relacionadas à menopausa (que geralmente começam aos 40) tornam mais difícil perder gordura do estômago, mas a ioga pode ajudar a compensar os efeitos. Um estudo de 2012 descobriu que mulheres pós-menopáusicas que fizeram uma sessão de ioga de uma hora três vezes por semana durante 16 semanas perderam mais de um centímetro de cintura.

Como resolver? Não gosta de saudar o sol? Reserve uma hora para fazer algo legal para você, o que poderia ajudar a controlar seus hormônios do estresse.

  1. Suas refeições são bege

Frutas e vegetais coloridos são carregados de vitamina C, o que reduz o cortisol. Além disso, um estudo recente no The JournalofNutrition mostrou que as pessoas que comiam mais nutrientes de produtos vermelhos, laranja e amarelos tinham uma cintura menor como resultado.

Como resolver? Adicione cor ao seu prato, incremente seu peixe com um molho de manga ou jogue pimenta vermelha na sua carne.

  1. Você precisa suar

Treinamentos de intervalo de alta intensidade, ou HIIT-explosões de atividade vigorosa seguida de curtos períodos de atividade suave ou repouso - possuem benefícios para perder gordura abdominal. O exercício de alta intensidade parece ser mais eficaz na redução de insulina, triglicerídeos e cortisol e queima mais calorias em menos tempo.


Como resolver? Experimente uma série de movimentos como agachamentos ou flexões durante dois minutos cada um com uma pausa de 60 segundos entre eles.

 

 

 

    • Parceiros de Conteúdo

 

                logo ABQV p                                Dell Ambiente