5 motivos para incluir o milho verde no cardápio



por Redação
em Saúde
5 motivos para incluir o milho verde no cardápio

E não é somente na época de festas juninas. Versátil, saboroso e nutritivo, o alimento combina com pratos doces e salgados

 

Cozido, assado, em bolos, tortas, sopas, cremes e outras tantas delícias, o milho verde está presente nas mais diferentes receitas.

 

Além de saboroso, o cereal é bastante versátil e pode incrementar desde pratos práticos até os mais elaborados. Também não contém glúten e até os “cabelos” da espiga podem ser aproveitados na culinária. “As espigas são bem sensíveis, por isso é preciso ter cuidado ao manuseá-las. As que estiverem com grãos graúdos e brilhantes são as melhores. Na forma 'in natura' preserva melhor as propriedades nutricionais”, conta Daísa Pinhal, nutricionista do Oba Hortifruti, em São Paulo.

 

Mas, mais do que isso, confira cinco motivos para acrescentar o milho verde na alimentação diária:

 

Sabor: leve e delicado; além do aroma marcante, que possibilita agradar os paladares mais exigentes. Ele é perfeito para combinar com ingredientes mais temperados e condimentos, como alho, cebola, especiarias, entre outros.

 

Versatilidade: fácil, prático e rápido, pode ser acrescentado em diversas receitas ou ser o ingrediente principal do prato. Pode ser preparado cozido, assado, na brasa, em sopas, sucos, bolos, tortas e outras tantas formas.

 

Nutrientes: excelente fonte de vitamina A, que tem propriedades antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres, responsáveis por acelerar o envelhecimento; vitaminas do complexo B, que atuam, principalmente, sobre o sistema nervoso e no funcionamento da tireoide. Rico também em vitamina C, indispensável para o metabolismo de absorção do ferro.

 

Glúten: é um dos alimentos naturais que não contém essa substância, sendo uma opção adequada para quem tem sensibilidade ao nutriente ou doença celíaca.

 

Sem desperdício: não é só o grão que pode ser aproveitado na culinária. O "cabelo” do milho, presente nas espigas, pode ser utilizado para o preparo de chá, já que possui ação diurética, auxiliando a diminuir no organismo o excesso de ácido úrico.

 

 

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p