Anda dormindo mal? Sua dieta pode ser culpada



em Saúde
Anda dormindo mal? Sua dieta pode ser culpada

Alguns alimentos podem sabotar sua noite de sono, mas outros ajudam a dormir melhor

 

Sabe aquela dica da vovó de que um leitinho com mel pode te ajudar a dormir bem, mas comer algo pesado pode te dar pesadelos? Ela não estava tão errada assim quanto a isso. Comer os alimentos certos pode ser um importante elemento para o seu descanso.


Alguns alimentos podem atrapalhar uma boa noite de sono, como o álcool, a cafeína e outras substâncias como a nicotina. Mas, não se engane, nem só de café vive a cafeína. Ela está presente em muitos outros alimentos sem que possamos saber, como no chocolate e em alguns chás. Portanto, nada de chocolate à noite se dormir é um problema.


“A química de alguns alimentos pode alterar a produção de substâncias que são responsáveis por transmitir impulsos nervosos no cérebro, portanto, o que comemos interfere diretamente na qualidade do nosso sono”, explica Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom.


E quais seriam os alimentos que auxiliam nesse combate? Abaixo, a especialista revela alguns deles.


Aveia

“Rica em melatonina, o hormônio do sono, a aveia induz o relaxamento e ajuda no funcionamento do metabolismo e, por isso, acaba se tornando um ótimo lanche da noite”, comenta a especialista.


Mel

Por ser um carboidrato, responsável por aumentar os níveis de insulina no sangue, o mel facilita a entrada do triptofano no cérebro, que posteriormente se torna serotonina e estimula o corpo a dormir profundamente.

Banana

Alimento clássico e muito usado como indutor natural de sono, a banana é um eficiente relaxante muscular por possuir triptofano, vitamina B6, magnésio e potássio. “Ela estimula a produção de serotonina, hormônio responsável por induzir o sentimento de bem-estar, e, consequentemente, ajuda a diminuir ansiedade e irritação”, explica a nutricionista.


Grão de bico

“O grão de bico possui uma infinidade de benefícios para a saúde, pois, contém quantidades elevadas de vitamina B6, que, assim como a banana, estimula a produção do chamado hormônio do sono”, indica Cyntia.


Alface

A alface contém grande quantidade de lactucina e lactupicrina na composição. “Essas substâncias, presentes no talo do alimento, atuam como calmantes e relaxantes naturais”, esclarece.


Maracujá

Conhecido como calmante natural, a fruta é rica em vitaminas do complexo B, além de vitamina C, que, de acordo com a especialista, reduz a liberação do cortisol, conhecido como hormônio do estresse, ajudando também nas funções imunológicas e emocionais e fazendo com que o sono seja induzido de forma sutil.


Camomila

Outro alimento clássico e conhecido por estimular o sono é a camomila. “Essa iguaria contém glicina, um aminoácido que possui um leve efeito sedativo, relaxando músculos e o sistema nervoso”, finaliza a consultora.

 

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p