6 motivos para incrementar seus pratos com cebola



em Saúde
6 motivos para incrementar seus pratos com cebola

A cebola faz muita gente chorar e tirá-la do prato – mas não deveria! Ela é nutritiva e excelente para a saúde

 

Elas podem te fazer chorar, mas as cebolas devem fazer parte da dieta de quem quer viver uma vida melhor. Dizem que no antigo Egito as cebolas eram adoradas porque sua forma e seus círculos concêntricos simbolizavam a eternidade. Na Idade Média, as cebolas eram usadas para pagar por bens e serviços e oferecidas como presentes. E nós te damos alguns motivos para entender tamanha adoração.

  1. Cebola é rica em antioxidantes

Uma cebola média, que contém cerca de 44 calorias, fornece 20% de suas necessidades diárias de vitamina C e entre 5 e 10% para vitamina B6, folato, potássio e manganês. Mas as cebolas são repletas mesmo é de antioxidantes, dezenas de tipos diferentes, incluindo a quercetina, um potente composto anti-inflamatório. As camadas externas de uma cebola têm o maior impacto antioxidante.

  1. Cebola faz o câncer chorar

Em um estudo publicado no American JournalofClinicalNutrition, os pesquisadores analisaram a frequência com que as pessoas na Itália e na Suíça comiam cebolas e outro vegetal da família Allium, o alho. Eles descobriram que, entre as populações estudadas, havia uma ligação inversa entre a frequência de uso desses vegetais e o risco de vários cânceres comuns - o que significa que quanto mais cebolas e alho as pessoas ingerem, menor a taxa de câncer.

  1. Quem come cebola tem ossos mais fortes

Um estudo que analisou mulheres caucasianas na faixa etária de 50 anos ou mais na pós-menopausa e na pós-menopausa encontrou uma ligação entre o consumo de cebola e a saúde óssea. As mulheres que comeram mais frequentemente tiveram melhor densidade óssea e diminuíram o risco de fratura de quadril em mais de 20% em comparação àquelas que nunca comeram cebola.

  1. Cebolas também melhoram a digestão e ajudam a emagrecer

Isso porque são ricas em inulina, um tipo de fibra que age como prebiótico, que serve como alimento para os probióticos e ajudam os micróbios benéficos a florescer. A inulina também ajuda a prevenir a prisão de ventre, melhora o açúcar no sangue, aumenta a absorção de nutrientes e fornece uma densidade óssea saudável. Além disso, ajuda a emagrecer, reduzindo o apetite.

  1. Mais cebola, menos colesterol

Um estudo interessante analisou mulheres com sobrepeso ou obesas com síndrome dos ovários policísticos em uma dieta rica em cebola ou uma dieta sem cebola. Depois de oito semanas, os pesquisadores descobriram reduções nos níveis de colesterol em ambos os grupos, mas a queda foi maior (incluindo a redução do colesterol LDL "ruim") entre as pessoas que ingeriam uma dieta rica em cebola. Outro estudo rastreou 24 mulheres com colesterol levemente alto e descobriu que aquelas que tomavam suco de cebola diariamente por oito semanas tiveram reduções nas medidas de colesterol total, LDL e cintura em comparação com aqueles que ingeriram placebo.

  1. Cebolas são a alma gêmea dos tomates

A sinergia alimentar é a ideia de que os benefícios de comer dois alimentos específicos em conjunto superam os benefícios de comer cada alimento separadamente. Esse parece ser o caso das cebolas e dos tomates: os cientistas acreditam que os compostos de enxofre nas cebolas estimulam a absorção do licopeno, um antioxidante dos tomates ligados à proteção contra o câncer e doenças cardíacas, bem como a saúde do cérebro, ossos e olhos. Felizmente, tomates e cebolas fazem uma deliciosa combinação em vinagretes, molhos, omeletes e quaisquer invenções que possam surgir.

 

 

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p