Cor ciano pode afetar o padrão de sono



em Saúde
Cor ciano pode afetar o padrão de sono

Cientistas descobrem impacto da cor, que fica entre verde e azul, no sono nosso de cada dia

 

A cor ciano, uma tonalidade entre verde e azul,como um azul piscina, é um fator oculto no incentivo ou prevenção do sono, de acordo com Pesquisadores da Universidade de Manchester. Eles afirmam que níveis mais altos de ciano mantêm as pessoas acordadas, enquanto a redução do ciano está associada à ajuda ao sono. O impacto foi sentido mesmo que as mudanças de cor não fossem visíveis aos olhos.


Os pesquisadores querem produzir dispositivos para telas de computador e telefones que possam aumentar ou diminuir os níveis de ciano. Estudiosos do sono já estabeleceram ligações entre cores e sono - com a luz azul sendo identificada como mais propensa a atrasar o sono – por incrível que pareça.


'Modo noturno'

Houve configurações de "modo noturno" para telefones e laptops que reduziram a luz azul na tentativa de diminuir os danos ao sono. Mas a pesquisa feita por biólogos na Universidade de Manchester e da Basiléia, na Suíça, publicada na revista Sleep, mostrou o impacto particular da cor ciano.

Quando as pessoas foram expostas a mais ou menos ciano, os pesquisadores conseguiram medir diferentes níveis de melatonina, o hormônio do sono, na saliva das pessoas. O professor Rob Lucas disse que não era necessário que alguém conseguisse ver a diferença de cores, pois o corpo reagiu à mudança mesmo que não fosse visível a olho nu.


Segundo o estudo, isso também poderia afetar outras cores feitas usando o tom ciano. Por exemplo, existem tons de verde que podem incluir ciano - o que também pode ser obtido usando outras combinações de cores.


Cores para dormir e cores para acordar

Os pesquisadores sugerem que versões da cor usando ciano poderiam ser usadas em telas de computador, se o objetivo era manter as pessoas acordadas - como pessoas que trabalham e precisam ficar alertas durante a noite.

Ou poderia haver outra versão, a mesma cor mas sem ciano, que poderia ser usada se o objetivo fosse reduzir a interrupção do sono.A pesquisa usou isso com um filme - com as cores sendo adaptadas para incluir ou excluir o ciano - e encontrou mudanças na sonolência dos espectadores e nos níveis de melatonina na saliva.


A equipe de pesquisa, liderada pelo professor ucas e pela Dra. Annette Allen, diz que pode haver aplicações para essa descoberta em telas de computador, televisões e smartphones. "Este resultado é empolgante porque nos diz que regular a exposição à luz ciana sozinha, sem mudar de cor, pode influenciar quão sonolentos nos sentimos", disse o professor Lucas.


Ele disse que essa descoberta pode ser particularmente benéfica para famílias com adolescentes que usam muito seus telefones celulares durante a noite.


Fonte: BBC

 

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p