Pesquisa acha a 'válvula que desliga a obesidade'



em Saúde
Pesquisa acha a 'válvula que desliga a obesidade'

Estudo desmitifica ideia de que obesidade é causada apenas pelas más escolhas alimentares


Os resultados de uma nova pesquisa descobriram um circuito genético que controla nosso metabolismo do corpo e pode queimar ou armazenar gordura. Os cientistas descobriram que através da manipulação desse circuito genético como um interruptor que pode oferecer uma nova abordagem para tratamentos de obesidade.


Os pesquisadores acabaram por compreender a forma como o gene ligado à obesidade faz com que as pessoas fiquem gordas. Esta importante descoberta poderia abrir a porta para novas possibilidades de gestão de peso, além da abordagem de exercícios e dieta tradicional. Desde o ano de 2007, os cientistas estavam lidando com um grande mistério. Eles sabem que o gene FTO está relacionada com a obesidade, mas não sabiam como.

 

As experiências feitas durante as últimas pesquisas revelam que a energia do alimento poderia ser armazenada como gordura ao invés de ser queimada devido a uma versão defeituosa do gene. A modificação genética do gene FTO em ratinhos e células humanos sugere que os efeitos podem ser revertidos. Estes resultados dão esperança de que logo uma droga ou tratamento possa ser concebido para reverter a obesidade em pessoas afetadas.


A descoberta é importante porque desafia a noção de que as pessoas são afetadas pela obesidade por causa de suas próprias escolhas erradas, segundo a líder do estudo, Melina Claussnitzer, especialista em genética do centro Beth Israel Deaconess Medical Center, afiliado à Universidade de Harvard. Ela acrescentou que a genética revelou pela primeira vez que o verdadeiro mecanismo da obesidade era diferente do que se suspeitava anteriormente.


* Com informações do Scientific Times

 

Veja também:

10 alimentos que ajudam a "desligar" os genes da obesidade

5 passos para desligar os genes da gordura

 

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p