Pneuzinho oferece maior risco à saúde do que obesidade



por Renata Menegatti
em Saúde
Pneuzinho oferece maior risco à saúde do que obesidade

Sabe aquela gordurinha ao redor da cintura que incomoda a todos? Seu perigo é eminente


Quem nunca sofreu com pneuzinho? Aquele que por mais que você faça dieta, insiste em permanecer? Bem, você estava certa. Um pneu sobressalente no meio de um corpo de tamanho médio é mais perigoso do que ter um corpo totalmente gordo. A descoberta foi feita por cientistas que analisaram dados sobre 15.184 homens e mulheres americanos com uma idade média de 45 anos.


Durante um período de 14 anos, indivíduos com peso normal e gorduras sobressalentes tiveram um recorde de pior sobrevida do que os participantes oficialmente classificados como sobrepeso ou obesidade.


Homens nesta categoria apresentaram duas vezes mais probabilidade de morrer do que outros definidos como sobrepeso ou obesidade pelo índice de massa corporal (IMC), que relaciona peso e altura.


Para as mulheres, o efeito de ter um pneu sobressalente era menos abrupto, mas ainda aumentou o risco de morte em até 40%.


Os cientistas americanos liderados pelo Dr. Francisco Lopez-Jimenez, da Clínica Mayo, escreveu na revista AnnalsofINTERNALMedicine: "Nossas análises mostram que os adultos com peso normal e obesidade central tem o pior índice de sobrevida em longo prazo em comparação com os participantes com distribuição normal de gordura, independentemente da categoria de IMC".


Os resultados sugerem que as pessoas com peso normal e obesidade central podem representar um importante público alvo para a modificação de estilo de vida e outras estratégias preventivas.


Os pesquisadores salientaram que o "pneu sobressalente" foi associado ao acúmulo de gordura "visceral" em torno de órgãos internos, o que é conhecido por ser especialmente prejudicial para a saúde.


O excesso de gordura visceral está ligado à resistência a insulina - o que pode levar ao diabetes, bem como a níveis mais elevados de colesterol e gorduras no sangue e processos inflamatórios.


• Com informações do Irish Times

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p