Por que emagrecer vai muito além de treino?



em Saúde
Por que emagrecer vai muito além de treino?

Não basta apenas iniciar as atividades físicas, é preciso unir intenção e resultados através da mudança do comportamento


Emagrecer ainda é uma batalha que parece impossível para muitas pessoas que estão em busca de uma aparência melhor e de mais saúde. Como preparador físico e coach, com frequência me deparo com pessoas que já buscaram, ao menos, três formas diferentes para perder peso e não obtiveram sucesso. Frustradas, acabam desestimuladas pela falta de resultados e voltam ao ponto de partida. Por que, afinal, é tão difícil emagrecer? Gostaria de compartilhar um pouco da minha experiência.

 

Rotina de exercícios errada

A maioria das pessoas acredita que apenas os exercícios aeróbicos de longa duração podem trazer resultados efetivos, mas esta visão é ultrapassada e contribui para que muitas pessoas desistam do processo de emagrecimento. Costumo chamar isso de “Ciclo do Colapso do Emagrecimento”. Imaginem a seguinte situação: um sedentário que precisa perder 20kg, ao querer agregar atividades em seu cotidiano e reduzir medidas, recebe a recomendação de permanecer por 1h30 numa esteira, pelo menos cinco dias por semana. Depois da primeira semana o esforço é tremendo, mas os resultados são pequenos. Sem um êxito efetivo e uma recompensa, a pessoa perde o estímulo para continuar e deixa de lado os treinos.


Estudos comprovam que quatro minutos de exercícios com o peso do corpo, realizados de maneira intervalada promovem as mesmas adaptações do que 30 minutos de esteira a 85% da capacidade máxima. Isso significa que é possível ter uma rotina de treinos mais eficiente, que demande menos tempo e que garanta resultados efetivos.


A mente também precisa mudar

É importante, antes de qualquer escolha, entender que o processo de emagrecimento depende exclusivamente da sua preparação mental. Não basta apenas praticar um exercício com a promessa de perder peso, é preciso acrescentar outros hábitos a vida. A diferença entre pessoas que conseguem chegar ao objetivo final e as outras é, basicamente, a questão mental. É preciso mudar o que chamamos de mindset, ou mapa mental, pois entendem que emagrecer é mudar a forma de lidar com o corpo. Listei algumas dicas de como fazer isso:


Dê um passo de cada vez

Não adianta colocar um objetivo final muito grande, como planejar perder 10 Kg, em um prazo impossível de 10 dias, por exemplo. Isso não vai acontecer! É preciso traçar a meta macro e dividi-la em etapas menores. É o que chamamos de baby step. Eu prefiro adotar a metodologia de dividir as conquistas por semanas. É fundamental acompanhar os progressos para se manter motivado.


Foque em algo tangível

Como entrar em um vestido que já não serve mais, estar mais magra para uma viagem ou data especial. Dessa forma fica mais fácil estipular um prazo para que a mudança aconteça. A partir daí, exercitar a mente e o físico começam a fazer sentido no contexto do novo desafio. Para tornar ainda mais fácil, sugiro aplicar técnicas como a visualização, colocando uma foto do vestido em um lugar de fácil acesso. O contato com o objetivo vai, automaticamente, estimular o seu cérebro a trabalhar em função da sua meta.

 

Buscar uma boa forma física não deve ser algo doloroso! Para que o novo estilo de vida se consolide é preciso que o processo seja prazeroso, pois este é o sentimento que estimula os impulsos de desejo de cada pessoa.


• Vinícius Possebon é personaltrainer pós-graduado em marketing esportivo e criador programa de emagrecimento Queima de 48 horas.

 

 

    • Parceiro de Conteúdo

 

                logo ABQV p